PT Lolcows Brasileiros Inativos - Dedicado aos Honoratos, os Ricas e os Fragas que marcaram a presença na internet brasileira.

Sparky Lurker

Arauto do Autismo
kiwifarms.net
Decidi fazer esta thread como um espaço de discussão para lolcows que fizeram história na internet brasileira mas não estão mais ativos e não produzem mais conteúdo para justificar uma thread.

Fabiano Honorato / Fabs / Fabimon - Lenda dos chans brasileiros, apaixonado pela Lola Bunny e fã de MLP.

Fabiano_Honorato.jpg

Período de atividade: 2006-2015

Motivo de ter desativado: Após ficar sem nenhum parente para tomar conta dele, acabou sendo internado pelo irmão.

Descrição:Fabiano Honorato foi um dos esquizofrênicos mais famosos no meio dos chans brasileiros, ele começou no Orkut em meados de 2006 tentando fortemente puxar a idéia de que ele iria se casar com a Lola Bunny, porém teria mais tarde na época do Facebook mudado seu ship para a Rainbow Dash, ele usava seu canal para dar dicas de jogos e sites com ajuda da sua terrível dicção, um desses vídeos foi sobre o BRchan o qual viralizou entre esses meios e fez ele virar vítima de muitas trollagens por causa de ele ter uma certa obsessão por garotinhas menor de idade o qual admitiu em seu ask.fm, com a morte de seus pais o irmão de Honorato queria ficar com a casa então decidiu internar ele.

Videos:




Entrevista:


O portal maravilhoso:


Ultimo vídeo:

Besteiras que falou:

Fabiano_Honorato_caso_Rosana.pngHonorato_Barraqueiro.pngMuito amor.pngHonorato.png

Trollagens:

Fabianopedocam.pngFabiano_Honorato_fio.pngFabianopedo1.jpgFabianopedo2.pngFabianopedo3.jpgFabianopedo4.jpgFabianopedo5.jpgFabianopedo6.jpgFabianopedo7.jpgFabianopedo8.jpg

Nude:

Fabpelado.jpg

Links:
Thread antiga do Kiwifarms: https://kiwifarms.net/threads/fabiano-honorato.3481/
Artigo do wikinet: http://wikinet.pro/wiki/Fabiano_Honorato (http://archive.md/lBsBj)
Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCab5rbpYSEeXjJbE1cCWCug/videos (http://archive.md/Girys)
Facebook: https://www.facebook.com/fabianodashhonorato.brony?fref=ts(http://archive.md/ABGXI)
Blog com fanfiction de MLP: http://fabianohonorato.blogspot.com.br/ (http://archive.md/iRxyd)

Ricardo Silva / Rica Games / Cara de Psicopata - Maior fã de Xbox brasileiro e careca desajeitado com as garotas.
Rica-games-ebugalhado.jpg

Período de atividade: 2006-2016

Motivo de ter desativado: Provavelmente cansou da fama.

Descrição: Ricardo Silva foi um youtuber careca e pobretão que tinha um Xbox 360 que fazia múltiplos videos humorísticos com uma crítica social subliminar neles, variando a forma das mulheres tratarem ele ou de como os youtubers de qualquer conteúdo tratavam seu trabalho como se fosse algo grande mas na verdade era algo vazio, ou Rica era apenas esquizofrênico mesmo, tem um texto que implica que ele já estava no youtube desde 2006, Rica morava na casa da mãe com seus 2 cachorros e ele gravava vídeos diariamente até que o dia não gravou mais e deixou um vazio no youtube brasileiro.

Vídeos:

Primeiro vídeo:








Último video:


Ricagames a origem:

Ricardo criou o canal Ricad0666 quando o YT não era tão grande, isso em 2006 na época quando ele era cabeludo, ele postou vídeos aleatórios até 2010-11 que foi quando ele começou a fazer vídeos de Xbox também(gameplays, opiniões, dancinhas, etc), depois disso ele vinha ganhando muitos haters caixistas que não gostavam que ele associava Xbox com pirataria, até que em 2012, um kra(que esqueci o nome) preparou um bait, dando um MSN de uma menor de idade pra desenrolar, o Ricardo não sabia que ela era menor de idade e chegou até mandar foto do bene pra ela(as vezes poderia ter sido até o kra fingindo). Daí ela gravou tudo e expôs no YT(inclusive a foto) pra que ele recebesse denuncias em massa pelos gados para o canal ser deletado, perdeu um canal de 1350 inscritos(o que era muito pra um canal de fanboy naquela época). Quem acompanhou esse canal(que nem eu), jamais acharia que o Ricardo agiria da forma que ele agiu no Rica Games/Cara de Psicopata, pois ele mesmo falava que era um garanhão marombeiro, mesmo ele tomando uns foras ao vivasso no Bate Papo UOL, o que gerou um ódio logo depois criando vídeos criticando elas(mulheres) no canal.

Depois disso no mesmo ano, ele criou o canal Ricardo Silva que foi focado mais em games fazendo a mesma coisa que fazia no outro em relação ao Xbox(gameplays, opiniões, dancinhas, etc), sendo que ele ganhou muita, mas muita popularidade por causa de 4 vídeos de dancinhas, principalmente pelo 'PS3 Rodela' e 'PS3 Serrilhadão', seus vídeos eram compartilhados direto nos fóruns e cmm de orkut. Nisso ele ganhou muitos haters sonystas(já juntando com os caixistas), até que ele ganhou o titulo de 'O cara mais odiado do Youtube'. Com a popularidade todo mundo da comunidade gamer conhecia o Ricardo e chegou até receber entrevistas. Porém ele era extremamente odiado recebendo haters de todos os cantos, daí ele começou a despirocar que ao invés de deletar o canal, ele começou a fazer vídeos "ofensivos" pra que fosse denunciado e ter o canal deletado, esses vídeos "ofensivos" são os famosos vídeos de Redpill dele(reclamando do brasil, mulheres, games, etc) ou até alguns dele desabafando falando que tinha problemas pessoais e que ficou 3 meses sem tomar banho, mas pelo incrível que pareça, o canal não foi deletado por isso, mas sim por causa de um sonysta que deu strike por direito autoral nos seus 4 vídeos mais famosos(que são os de dancinha) e YT deletou sem dó o canal após 3 strikes.

Ricardo passou meses na geladeira, até que em 2013 ele criou o canal Rica Games(Queima Midia Gamers no dia da criação), porém muitos não acreditaram que era ele(até mesmo os amigos de YT), no primeiro dia ele postou no feed(agora chamado de comunidade) que ele não iria mais fazer vídeos mas somente assistindo, já no segundo ele disse que não faz mais vídeos pois demora muito pra renderizar, nisso muita gente desconfiou que era ele mesmo, então ele não teve outra alternativa e a noite ele gravou esse vídeo e postou no YT pra provar que era ele mesmo, e assim no dia 11/02/2013, nasceu a lenda... Rica Games.
Youtube: https://www.youtube.com/user/QueimaMidiaGamers (http://archive.md/xzAqz)
Segundo canal: https://www.youtube.com/channel/UCELodLREaq5hyZEpVsdpexA (http://archive.md/GP2WW)

Dâniel Alves Fraga - Ancap chad e pioneiro do Bitcoin no Brasil que despertou a ira do estado.

unnamed.jpg

Período de atividade:2005-2017

Motivo de ter desativado: Abduzido por um OVNI.

Descrição: Dâniel Fraga foi um vlogueiro ancap que ficou famoso por suas opiniões picantes contra o estado e usando a internet de qualquer forma para derrotar o estado, brigou com juizes, vereadores e deputados, protestou contra o Itaú, promoveu o Bitcoin quando nenhum brasileiro confiava na moeda virtual, mas finalmente decidiu se desativar da internet por causa do suposto controle do governo americano no Patreon, em 2017 teria postado um último vídeo sobre um OVNI que tinha visto e nunca deu mais notícias, ele teria mais tarde editado a descrição do famoso vídeo da maçã para dizer que virou carnívoro e parou de comer maçãs.

Videos:

Primeiro vídeo:


Entrevista com o João Revolta:


Vídeo da maçã:


Vídeo promovendo o bitcoin:


Vídeo expondo o processo de um juiz:

Vídeo contra a deputada do PDT Cidinha:


Polêmico vídeo defendendo o pai da Melody:

Vídeo da visita da Polícia:

Vídeo contra o Itaú:


Último vídeo:

Dâniel Fraga em 1995:

Dâniel_Fraga_1995.png

Primeiro youtube: https://www.youtube.com/user/dfraga (http://archive.md/Scgcb)
Segundo youtube: https://www.youtube.com/user/DanielFragaBR (http://archive.md/8DiHg)

Paulo de Campos / Lord Eternal / Dankhan Eternal - Criador de games vaporware, domador do Entei, comprador do PS4 de 4.ooo reais e lenda do fórum UOL jogos que nunca alcançou a puberdade .

Lord.jpg

Período de atividade: 2001-2014

Motivo de ter desativado: Preso no mundo de FFXIV.

Descrição: Lord Eternal é um gordinho com problemas hormonais muito feliz da vida que era usuário Fórum Uol jogos na seção Vale Tudo, ficou famoso por um quote sobre ter virado amigão do Pokemon Entei , mais tarde teria sido eleito como garoto colírio graças aos trolls do VT o que rendeu muitas entrevistas apesar dele ter sido desclassificado por ser maior de 18, sua última aparição na mídia foi quando bancou o PS4 de 4.000 reais e ficou se gabando por isso, Lord também era um animador 3D e tinha um projeto pessoal chamado Mechapolis que tinha muitos personagens que curiosamente lembravam outros da Nintendo, infelizmente tal projeto nunca viu a luz do dia, de 2016 até tempos recentes, Lord deu sinais de vida mostrando que estava jogando FFXIV todos os dias em suas mídias sociais.

Videos




Entrevista:

Única animação completa do Mechapolis:

Último vídeo:

Famoso quote:

quando comprei o GBA em 2001, a pokemon silver foi minha primeira fita da serie pokemon, antes so tinha jogado nos emuladores por justamente nao ter um GB ou GBC…

quando encontrei o entei, fiquei fissurado em capturar um, demorei 3 dias para conseguir isso, ja que nao possuia mais uma master ball, capturei ele na raça mesmo… nunca esquecerei daqueles jovens dias…

entei é um dos pokemon que eu realmente mais curto…

na epoca do pokemon do colosseum eu ficava com medo de perder as batalhas, sentia muito a pressao do jogo, até finalmente encontrar o entei, assim que o capturei, o jogo ficou mais facil para mim, passou aquele medo, la no fundo eu pensava ” qualquer coisa eu mando o entei ” uhhuhah… por sinal até hoje o meu Entei lvl 100 é aquele que eu capturei na primeira vez no pokemon colosseum, tenho varios outros Entei que peguei em outros jogos, mas ainda uso aquele até hoje.

até por sinal nessa epoca eu tive um sonho, mais facil ter sido um pesadelo…

eu tava andando num lugar muito estranho, parecia uma caverna, e tava escuro, e eu tava sozinho, andei muito até ver uma saida, quando deixei aquele lugar, vi que era um canion e dava para ver o fundo e a terra era muito seca e eu continuei andando, até que derrepente eu encontrei o entei na minha frente, nossa eu respirei muito em paz, até conversei com ele ” entei vc ta aqui?!? ” e ele falava ” ta tudo bem agora ”

eu tinha nessa epoca uns 23 anos por ae, mas sempre tive esse pokemon como um protetor para mim, quando passo por um problema qualquer eu penso ” serei forte igual o Entei ” o terceiro filme é o meu preferido por sinal justamente por ter o Entei.

Enfim, entei para mim é presidente sim
Imagens:

11200659.jpegcontent_pic.jpg
Mechapolis.png71596c5d5baa2341fefff85a467ca46b_a91aae52cff9ef65932db06b150ffd47fl0_640x873.jpg

Links:
Youtube: https://www.youtube.com/user/lordeternalk (http://archive.md/Hye90)
CG society: https://lordeternal.cgsociety.org/ (http://archive.md/4b4kU)
Twitter: https://twitter.com/lordeternal (http://archive.md/szCaE)
Facebook: https://www.facebook.com/lordeternalk2 (http://archive.md/Otvpd)
Final Fantasy XIV: https://na.finalfantasyxiv.com/lodestone/character/8042328/
Site pessoal: https://web.archive.org/web/20150516035427/http://www.lordeternal.com.br/
Entrevista no Estadão: http://archive.md/vr5Yq
Entrevista no Bol: http://archive.md/aMwWw
Notícia de que ele comprou um PS4: http://archive.md/lW4ZN

Billy Ribeiro Anderson / Alfabeto Virtual / Rio Hunter - Neo-ateu mestre do hacks que ficou conhecido por expôr usuários de bot no Machinima Brasil.

b558438f01aed6616326be681697fcb8_400x400.jpeg

Período de atividade:2009-2018

Motivo de ter desativado: Preso pelo governo americano pelo crime de hackear demais.

Descrição: Rio Hunter foi um famoso youtuber com conteúdo voltado a tecnologia, que mais tarde teria começado a bancar de hacker e hackear sites americanos e brasileiros para mandar uma mensagem aos governos desses países, em meados de 2011 teria começado a usar um máscara de diabo misturado com anonymous para caçar conservadores babacas no youtube brasileiro, era amigo de youtubers como o Daniel Fraga, Yuri Grecco e Ricardo Gama, acabou por fim se aliando a um youtuber conservador em 2013 para usar o canal dele como personal army contra membros do Machinima Brasil que usavam bot, o que desencadeou um conflito super-autístico levando a demissão do SpaceMonkeyTube (porta-voz do Machinima Brasil) e fazendo com que a vertente do Machinima encerrasse suas operações, sem rumo Rio Hunter teria tentado envolver a Paramaker do Felipe Neto no meio da jogada sem muito sucesso, em seus vlogs Rio mostrava um terrível vício de linguagem que acabou rendendo muitos memes, Rio Hunter acabou facilmente esquecido depois da treta voltando a gravar gameplays de coisa pífias como Pokemon GO, em 2016 ainda teria usado o seu canal Alfabeto Virtual para declarar guerra contra o Nando Moura junto com o Maestro Bogs mas sem sucesso nenhum, acabou sendo preso em 2018 por hackear sites do governo americano e em 2019 com o fechamento do Machinima em geral teve todo seu legado anulado por fim de raiva derrubou a grande maioria dos reposts de seus vídeos dando um fim ao seu legado.

Videos

O que começou a treta:


Memes:



Um dos poucos rants que se salvaram:


Contra o Nando:

Links:
Canais inativos:
https://www.youtube.com/user/DicasdeGames (https://web.archive.org/web/20120720095245/http://www.youtube.com/user/DicasdeGames)
https://www.youtube.com/user/analfabetovirtual (https://web.archive.org/web/20130424064153/http://www.youtube.com/user/analfabetovirtual)
Artigo em inglês anunciando a prisão de Rio Hunter: https://www.justice.gov/usao-sdny/p...combating-terrorism-center-west-point-and-new(http://archive.md/oVIGB)

Simone Jaques - Vlogueira de rua vivendo em uma completa nóia.

95EmqcZ8OILCMBbwwTmoUQfDiwU.jpg

Período de atividade: 2015 -???

Motivo de ter desativado: Provavelmente teve uma crise de lucidez e apagou as contas.

Descrição: Pouco se sabe sobe Simone Jaques, da mesma forma que ela surgiu na internet, ela desapareceu, costumava fazer vídeos mostrando sua loucura durante suas caminhadas pelas ruas de São Paulo em meados de 2015, muitos de seus seguidores costumavam comparar ela com a Tulla Luana e a Tidinha, apesar de ter desativado suas contas, com muita sorte as pessoas ainda encontram ela passeando pelas ruas de São Paulo.

Videos:







Simone Jaques auto descrição:

35 anos-solteira
São Paulo-SP CEP:0124000-no454.
Formada em Engenharia Civil

Curso de dramaturgia- receptivo e ativo
Curso de circo

Atende telefone e segue vantagens de eventos na hora externa.

Tem carteira na policia.
Superior Completo

Atende demanda tradutor- prestou concurso de repartições no Rio de Janeiro.

Salário médio a combinar .

Tem disponibilidade de horário .
Biometria de 2.700.clg.
Tem 3 filhos uterinos; residentes em São Paulo.( em guardia de estranho ajudar em denuncia)-ano
2001-PR; 2003-SP,são paulo, 2013-SP-são paulo.
Deu aulas, em colégios e escola-para menores de idade. Curso fusor da época.

Atende cartilha de estado saturado.

Prospecta silva em habit-
Agurada oportunidade de garantos,para terceiros em ganhos idolátrico. Podendo dividir agenda de

clientes.
Referncia: elus-gappy-restco- mcdonaldas-ipepisos-lesinocent-rwlubrificantes.—


Asres d'Adesky - Ex-satélite do Bluezão

Asres.jpg

Período de atividade:2015

Motivo de ter desativado: Expulso da casa do Bluezão após encher o saco dele.

Descrição:Asres foi um fã do Bluezão que um dia apareceu na porta da casa do mesmo sem nenhum motivo aparente, por causa disso o Bluezão decidiu fazer dele como conteúdo de seu canal, um dos vídeos mais famosos da saga do Asres foi quando o Bluezão e o Asres foram até o portão da Paramaker, logo ficou evidente que Asres era completamente lento para captar as coisas e era filho de um famoso Doutor, e depois de quase 2 meses o Bluezão decidiu cortar todos os contatos com ele, Asres se tornou um dos mais famosos membros da Bluezãoesfera por sua inocência e lerdeza, Asres não seria o último filho de famoso que iria aparecer na porta do Bluezão mas seria o último que não queria acabar com o Bluezão.

Vídeos






O famoso vídeo da Paramaker:


Antes de conhecer o Bluezão:


O pai famoso do Asres: http://www.iri.puc-rio.br/equipe/nucleo/2/detalhe/723 (http://archive.md/dhAq0)

Mario Henrique Torres Barroso / Mario Games - Gordinho gamer, busólogo e mestre das pegadinhas de Whatsapp apaixonado por cabelos ao vento.

46346655_512310989284770_7537804145785307136_n.jpg

Período de atividade: 2009-2020

Motivo de ter desativado: Entregou a senha do canal para uma biscoiteira que deletou ao mesmo tempo que foi denunciado de pedofilia por outra.

Descrição: Mario Games foi um gordinho gamer que gostava de ônibus e ficar atrás de garotinhas de Whatsapp,ele conseguiu ficar por quase 10 anos debaixo do radar até começar viralizar no fim de 2019 quando começou deixar o seu Whatsapp disponível para todo mundo sendo trollado constantemente, vendo algumas fotos dele é notável se perceber que era parcialmente funcional mas com o tempo ele começou a piorar, com o recente internamento da mãe dele ele praticamente perdeu as estribeiras e fez besteira dando a senha do canal para uma biscoiteira e admitindo querendo ficar com outra menor de idade vazando um nude dele, um fetiche notável dele é que queria que as garotas que falassem com ele postassem fotos com cabelos voando ao vento do ventilador, no Facebook dele também se nota que ele era obcecado pela cantora Avril Lavigne.

Videos:






Pegadinha do Mario Games:


Pegadinhas compilação:


A pegadinha final:

Mario Games mais social que muitos:

44349763_497580197424516_1064587779813408768_o.jpg39211583_460821887767014_4840568600907481088_n.jpg57343514_607550576427477_3289287436487622656_n.jpg50151412_544120309437171_4795551489604976640_n.jpg58779127_607550666427468_1980275279767011328_n.jpgEvento.png

Nude:

EP-x2BjXkAAt9y3.jpg

Links:
Primeiro Youtube: https://www.youtube.com/user/MARIO70718 (http://archive.md/I0qM3)
Facebook: https://www.facebook.com/mario.henrique.564813 (http://archive.md/IzdU4)
Instagram: https://www.instagram.com/mariogames5128/

José Roberto Pereira / Zé Roberto / BK / Lord Seth / Pasto Coletivo - Comentarista e editor de mangás, criador do Megaman brasileiro e múltiplos projetos falhos, grande crítico da cultura otaku que morreu rancoroso.
4564465.JPG

Post: https://kiwifarms.net/threads/lolcows-brasileiros-inativos.66569/#post-6359787

Rodrigo Hernadéz Ferraz / Rodrigão Ferraz Gaúcho / Maior Trapézio de Curitiba / Synthol Man - Homem 70% óleo, criador do melhor dueto de rap com um cameraman e maior pegador de gatinhas do mundo que morreu 2 vezes, é nóis.
2.jpg
Post: https://kiwifarms.net/threads/lolcows-brasileiros-inativos.66569/#post-6488247

Por causa do limite de caracteres, do nono lolcow da lista em diante a descrição será feita em posts separados
 
Last edited:

AsianChris

F grade in Christory
kiwifarms.net
O Daniel Fraga deve estar escondido no exterior. Ele ainda atualiza um site de nerdices.

Alguns relatos dizem que o Rica já não concorda com boa parte do que pensava na época dos vídeos e não quer mais a fama. Parece que ele tem um emprego, atualmente.

Outras cows desativadas:

1582557518788.png
Marcello Valle Silveira Mello (2006? - 2011) (2012 - 2017).
Ex-dono do Dogola chan, autor de várias jorgices e peripécias.
Thread do Kiwi Farms: https://kiwifarms.net/threads/marce...ycl0n-psytore-ash-ketchum-e-dogolachan.51320/
Motivo: Virou a namorada do Tio Billy novamente.

1582558164634.png
Suellen Aline Mendes Silva/ Suellem Cury/Mulher Pêra (2008 - 2015)
Uma das várias mulheres frutas que surgiram no fim dos anos 2000 e começo de 2010, de longe a mais infame. Ganhou notoriedade com a participação de programas como o superpop e suas tentativas fracassadas de entrar na política:
1582558418078.png
Também tomou a atenção da internet ao ser apresentadora do inesquecível programa infantil "a fadinha do Brasil".
Motivo: Se casou com um homem rico. Agora só se preocupa em ostentar bens materiais na redes sociais.
 

Attachments

Last edited:

Raging Capybara

True & Honest Fan
kiwifarms.net
E o maior trapézio de Curitiba / Rodrigo Ferraz? Alguém sabe se ele morreu mesmo ou é só rumor?

Tenho curiosidade sobre o destino das Putinhas Aborteiras também.

Infelizmente depois do fechamento do Forum Uol Jogos eu fiquei completamente sem informações sobre o que acontece na gloriosa internet Brasileira. Só sei que o Farofas / Usuário-Muito-Sério ainda posta no Politz então ele ainda não está inativo. Este sempre foi meu lolcow BR favorito.
 

Storm_Provider

Quit treading on me, asshole.
kiwifarms.net
Tenho curiosidade sobre o destino das Putinhas Aborteiras também.
Já devo ter topado com uma delas no centro de Porto Alegre e nem me dei conta.
Se eu tivesse tempo e talvez alguém para ajudar, já lançava uma thread, tenho um pouco de informação. (Devem estar chupando o pau do Latuff enquanto digito)
 
  • Feels
Reactions: Raging Capybara

Give Them Enough Rope

kiwifarms.net
Foi mal pela falta de conteúdo, mas alguém lembra da Natalhando? Maluca suicida, responsável pelo famoso "Arr%mbaran nembmmeymymu qyaeti, meu deumus do ceu deixaxwucitmr", que supostamente virou garota de programa depois. Estou apenas confiando na minha memória.
 
  • Like
Reactions: AsianChris

Sun Shihong

Forgotten Panda Pokémon
kiwifarms.net
Exemplo de Lolcow sumido pra mim, é o Augusto Nunes, o "patriota Brasileiro". Eu poderia até mencionar o Paulo "Raio Privatizador" Batista, mas aquele não serviu nem pra meme, já que com o impeachment da Dilma Rouseff, ele nunca mais foi visto por aí.
 

Sun Shihong

Forgotten Panda Pokémon
kiwifarms.net
Valeu pela correção.

E das duas uma, ou o personagem caricato dele já deu o que tinha que dar, ou então ele perdeu o impacto que tinha antes.
 

Sparky Lurker

Arauto do Autismo
kiwifarms.net
José Roberto Pereira / Zé Roberto / BK / Lord Seth / Pasto Coletivo - Comentarista e editor de mangás, criador do Megaman brasileiro e múltiplos projetos falhos, grande crítico da cultura otaku que morreu rancoroso.

17e33-e.jpg

Período de atividade: 1993-2012

Motivo de ter desativado: Câncer no pâncreas

Descrição: José Roberto Pereira foi um fã de animes e mangás e um pequeno editor que trabalhou com revistas como a Fury Japan e a Animax nos anos 90 junto com o Sérgio Peixoto, licenciou múltiplos mangás com conteúdo adulto, foi roteirista do infâme "Novas Aventuras do Megaman"em 1996 ,o qual destruiu a estória do personagem por nunca ter jogado Megaman, em 1997 declarou seu colega Sérgio Peixoto como um arqui-inimigo, algo que levou até sua morte virando um tipo de "Wario" do mesmo, tretou com múltiplos outros editores adotando a forma de um personagem chulo e escroto, em 2006 insatisfeito de como a cultura otaku se transformou lançou a revista "Kamikaze" causando um fundúrcio na comunidade, durante os anos 2000 tentou vários mini-projetos e criou vários blogs em que sua grande maioria não ia para lugar nenhum, tinha um podcast chamado "Mundo Obscuro" que fez pouco sucesso, em 2011 finalmente conseguiu algum sucesso com livro "Mil Nomes: O guardião do infinito" porém veio a falecer pouco tempo depois em 2012 por câncer no pâncreas, apesar de tudo Zé Roberto conseguiu ser um dos poucos lolcows brasileiros que deixou algum tipo de impacto cultural com a adaptação mais desastrosa de Megaman e lentamente ajudou a moldar a cultura otaku brasileira nos anos 90 para depois ser um pé no saco com a mesma na década seguinte.

Videos:




Entrevistas:





Imagens:
4564465.JPGbk cigarro.jpgbk cosplay rivasneto.jpgbk mundos02.jpgFoto 0129.jpgFoto0162.jpgFoto0173.jpgjrpmilnomes saraiva.jpgking of trolls.JPGSnapshot_20101214.jpg
Com Sergio Peixoto:
a725629f748af41dc3fe2a30e9796e2487e56536.jpgad15c2fbfb915d38e7a419a42eac967a07d07484.jpg
Blogs e sites:
1elem1.JPG11ss.JPGapsto.JPGewr78795.JPG
Ódio ao Peixoto:
Crítica.png
Obras:
886ea9a0-1de9-4a7f-aef4-b4a2ff86b22b.jpgKAMIKAZE_1346711988B.jpgCapa_MilNomes_final.jpgelsn787.JPGNOVAS_AVENTURAS_DE_MEGAMAN_A1_1404596944B.jpgNOVAS_AVENTURAS_DE_MEGAMAN_A4_1404596148B.jpgunnamed.jpg


Entrevista de 2004 ao MBB:
http://bkhighlander.blogspot.com/2012/07/2004-mbb-entrevista-jrp.html (http://archive.md/6C0xq)]

Críticas as otakas:

— A otaka raramente anda sozinha. A regra é andarem em duplas: quase sempre uma otaka pobre fica amiga de uma otaka rica para que esta lhe banque.

— A otaka se veste com camiseta baby-look com uma estampa enorme da cara de uma personagem de anime ou j-pop/j-rock. Algumas outras preferem regatas ou camisas de tecido vagabundo, que é o mais próximo que elas conseguem chegar do estilo “sailor” uniformes das estudantes japonesas.

— Pulseirinhas de couro e rebites comprado nos camelôs visando fazer um estilo “rebelde”; se fizer estilo mais “kawaii”, penduricalhos de plástico que lembram remotamente elásticos de cabelos, cheios de bichinhos, bolinhas ou dadinhos.

— Otaka de hoje não usa anel, só se for dado por alguém “especial”. A maioria das otakas prefere comprar pingentes de símbolos de animes ou filmes de fantasia (cruz da Misato, anel do Senhor dos Anéis, etc), mas tudo falsificado.

— A otaka não consegue se decidir se é gótica ou uma personagem de mangá saltitantes que fala “nya”. Por iso ela mescla roupas que lembram as de uma estudante colegial (saia pregada preta com meias listradas de preto e branco) ao mesmo tempo que pode pôr uma regata (na maioria das vezes, rosa, mas muitas decidem por sua cor preferida e, quando saem em grupo, de 5 ficam parecendo um super sentai).

— Pra completar, usam tiaras de orelhas de coelhinho ou gatinho ou touquinhas com personagens de ragnarok estampados, comprado na loja de cosplayers Clover. Para as otakas pobres, tem lojas que fazem toucas que imitam as do Clover, e por serem mais baratas são mais vagabundas (inclusive, em vez de costuradas, são coladas com cola quente). Muitas usam isso na rua e fora das imediações da Liberdade, e não só em eventos, atestando assim sua imbecilidade em achar que estão “pervertendo a ordem” e sendo “diferente das outras pessoas”.

— As otakas quando arranjam dinheiro, vão fazer piercings na Galeria do Rock, se arriscando a pegar doenças que nem imaginam, mas acabam sempre chorando: ou de dor pelo piercing mal feito, ou arrependimento quando, por causa do penduricalho, perdem o emprego de office-girl no despachante do bairro.

— Otaka que é otaka sempre se pega com as amigas na frente de otakus, só pra ver a cara deles de masturbação visual deles.

— Otaka não usa mochila: usa bolsa de plástico pra parecer fashion, ou compra aquelas sacolas de papel com estampa da Hello Kitty de 3 reais nos camelôs da “Liba”. Dentro das das sacolas, é comum encontrar CDs e DVDs piratas daquela série que tá fazendo sucesso (como Bleach, Angel Sanctuary ou Naruto), um ou outro mangá original (só pra dizer que ela “pode”), mangás publicados no Brasil que ela pegou emprestado dos amigos, e um celular com pingente da Pucca ou do Keroppi.

— Só quer comer comida japonesa porque quer se sentir “por dentro da cultura japa”, mas como não tem grana pra comer no Jin Jin, se contenta em fazer yakissoba com nissin miojo, ervilhas de lata com pedaços de hambúrguer salpicados (hei! Isso é gostoso!);

— Caderno universitário cheio de poesias vagabundas e desenhos Yaoi horríveis que ela mesma fez; a capa do caderno é feita de colagem dos animes da moda, e mais fotos do Harry Potter ou o Legolas.

— Falando em cosplayer, nenhum otaku faz cosplay pensando no personagem, e sim na roupa que vai “causar mais” quando chegar no evento (seja por grau de dificuldade ou de nudez).

— Nas sacolas de mão nunca carregam guarda-chuva, por isso a maioria sai gritando a se esconder debaixo da marquise do metrô quando chove, no medo de desbotar seus cabelos coloridos. Mas sempre tem estojo com lapisaeira e borrachas com algum escrito qualquer em japonês (elas preferem comprar uma porcaria qualquer exatamente porque é japonês). As otakas não usam régua porque “desenho à mão livre é mais artístico”.

— Esquece o sachê de chá de camomila no estojo. Se elas quiserem pôr um cheirão lá, elas compram borracha perfumada. Se é pra beber, invariavelmente, é Mupy ou ice tea.

— Otaka raramente tem bilhetes ou dinheiro triturado nos bolsos, porque elas quase nunca usam bolsos, já que a maioria usa saia pregueada. Quando usam, tem um chaveiro no formato de personagem de anime, chaveiro pirata, claro.

— Otaka não usa sandália. Prefere sapato boneca (mesmo que seja daquelas de tecido mole vagabundo, da marca Moleca), se ela fizer fizer estilo “kawaii”; ou coturno, comprado nos camelôs na frente da galeria do Rock (se a otaka for do estilo mais “rebelde”).

— As meias geralmente são listradas ou de arrastão, pra copiar a ídola máxima das otakas em geral, Marimoon.

— As otakas tem varizes, estrias e pelancas. Mas tem uma bunda razoável.

— Otakas tem chaveiros em demasia e bichos de pelúcia para pendurar na mochila/bolsa; nem precisam ser de desenhos da moda. Elas consomem pacotes de balas (japonesas, compradas nos mercadinhos da “Liba”) ou papéis de tofees.

— Nenhuma otaka faz uso de walkman nos dias de hoje. Discman ou mp3 player do camelô, sim. E tocando invariavelmente um CD pirata de j-pop ou música coreana, se for fã de DDR ou Pump.

— Livrinho de Wicca editado por Eddie Van Feu, admirada por antes de ser “guru”, ser otaka (como as próprias leitoras).

— Óculos de plástico grosso pra fazer estilo emo. As espinhas abundam, graça a alimentação à base de yakissoba citada acima.

— A otaka tem nariz de batata mas também tem aparelho nos dentes.

— A otaka tem cabelo quase sempre comprido, mas carrega caspas escondidas pelo uso constante das touquinhas do Clover.

— Os cabelos da otaka são geralmente coloridos (nem que seja uma mecha atrás da orelha); afinal todas as otakas querem parecer saídas de um desenho animado. As ricas compram tinturas underground importadas como a Jeans Color, vendida pela Marimoon; as pobres, descolorem com blonder e pintam com anilina de artesanato.

— Otakas que andam em dupla tem geralmente o mesmo cheiro, porque uma usa o perfume da Boticário da outra. Quando não, as pobres cheiram a desodorante Rexona Teen.

— Otakus e seu genérico feminino não tem dinheiro pra imprimir as fotos de seus cosplayers preferidos. Em compensação, derraman-se em elogios para os mesmos em fotologs ou fóruns, ou ao contrário, dedicam-se a odiá-los como se o preço alto dos mangás fossem culpa dos mesmos.

— Apelido na escola: Jaspion, Jiraya, Japa Cover, Japagirl, filha do Supla ou Mangalouca.

— A otaka adora fazer jogos estilo “verdade e desafio” pra perguntar putarias pros colegas e vangloriar-se das próprias, pra “causar”, embora

— Otaka é virgem. Mas adora sacanagem, especialmente as presentes nos mangás.

— Procura sempre namorados orientais, mas quando não encontra um, dá logo um apelido em japonês pro namorado brasileiro.

— Mas apesar das aparências, a otaka não se liga em homem de verdade. Os homens, para elas, são um objeto de medição pra saber qual elas chama mais atenção por causa dos decotes ou da saia pregueada curta. Otaka namora o cara só porque sabe que o cara do desenho não vai sair pra passar a mão nela.

— Otaka depila a perna com a gilete dos pais.

— Otakas frequentemente mantém um namorado, otaku ou não, e mantém um affair com a “melhor amiga”, pra poder rir da cara do sujeito. Ou então faz isso pra criar um “teasing” pros meninos, pois elas sabem que todo homem (na cabeça delas) curte ver duas mulheres se pegando.

— Otakus não compra mangás. Eles tem um combinado na turma: cada um compra um só título e empresta pros outros da turma, até que todo mundo leia. Junto. Daí, vão para fóruns de editoras, protestar quanto ao alto preço dos mangás!

— Unhas pintadas com esmalte preto, rosa ou roxo, quase sempre descascando.

— A Otaka está levando a vida muito bem, obrigada. Mas adora fazer dramas em fóruns e fotologs na internet para parecer profunda.

— Pensa tanto em animes e cantores japoneses que só repara na própria menstruação quando vem (pra desespero dos ficantes).

— Adora Yaoi, porque pra elas é o único lugar onde elas vão encontrar homens “perfeitos:” sensíveis, delicados e que não gostam de futebol.

— Diz que tem medo do escuro para parecer meiga e frágil como as heroínas de anime, mas não se importa de ficar no escuro da “Otaku´s Party” ou do banheiro do SoGo lá da “Liba”, quando está dando pegas com o ficante.

— Seu sonho de vida é casar com o Harry Potter, ou algum cantor de J-Rock (mesmo que ele curta se vestir de mulher) ao som de alguma trilha dramática do anime que ela gosta, ou ao som de “Forever Love”, do X-Japan, respectivamente. (Há muito as otakas deixaram de sonhar com atores de novela: pra elas, novela é “coisa brega de brasileiro”, e elas curtem é coisa brega de japonês.)

— A otaka de hoje em dia faz a tatuagem tribal num lugar que ninguém possa ver, como a virilha ou a bunda, e naturalmente esconde a tatuagem dos pais.

— Usa termos como “kawaii” (mesmo quando o objeto de admiração é masculino), “sugoi”, “oro”, “nya, nyo” e nunca dá parabéns, só “omedetou”. E tanto os otakus quanto as otakas não apenas escrevem na Internet “gota”; eles também falam “gota” e fazem o movimento da mesma escorrendo na testa com o dedo quando dão uma bola fora (cê tá brincando... Se fazem isso na minha frente, eu sento bofete!)

— A otaka quase sempre está 10 quilos acima do peso (ou abaixo) e usa sutiã meia-taça com enchimento. Mas não mostra a peitaria falsa por aí, senão descobrem que a otaka é propaganda enganosa! a maioria não passe de história de imaginação sua e das colegas.
Homenagens após a morte:

https://datenas.wordpress.com/2012/02/27/morte-jose-roberto-pereira/ (http://archive.md/3rP60)

Tardiamente, comunico o falecimento do editor, escritor e jornalista José Roberto Pereira, conhecido nos sete cantos (mentira) da internerd pelos pseudônimos BK (Black Knight, em alusão a um personagem antigo de videogame), JRP, Lord Seth, Pederneira, Negroponte e afins. Mineiro de Divinolândia, paulistano de adoção, casado com a desenhista Márcia Harumi Saito e pai de duas crianças e um jovem. Este camarada empenhou-se em vida para deixar sua marca no que tange à crítica dos quadrinhos nacionais e relações no mercado editorial, mais especificamente englobando o tratamento a mangás e animes aqui no Brasil.

José Roberto usufruía de tempo extenso na internerd, bem mais que a maioria das pessoas, aumentando sua participação na Rede conforme a banalização da mesma. Ex-fiel do Espiritismo Umbandista, há mais de dez anos utilizava seu acesso para desancar de seus antigos líderes religiosos (revelando coisas na Umbanda como orgias sexuais “sagradas” promovidas pelos mesmos líderes com suas fiéis) até lendários editores brasileiros locupletando-se à base de falcatruas e carências de terceiros. Nos anos 90 fez fama com a revista Animax, a única revista informativa na época dedicada somente ao anime e mangá, juntamente com seu ex-parceiro Sérgio Peixoto Silva, um otaku de meia-idade que até os tempos atuais tenta ganhar a vida pelos meios “animísticos”. Após o término da amizade e parceria, José Roberto passou a ser uma espécie de nemesis de Peixoto, sempre criticando-o em seu podcast, por muitas vezes rebaixando-o ao status duma ameba… mas José não era tão diferente assim do agredido…

… não mesmo, José também não valia o prato que comia, e sabia disso. Sua fama derivava mais por suas palavras ferinas disseminadas na internerd do que por qualquer outro motivo. De início, ele já cativara dezenas de leitores na Animax, em que dava vazão à sua verborragia com toques precisos, afim de “colocar o leitor para pensar”, pondo emocionalmente a publicação numa balança textual bem distinta: se deste lado tínhamos o pulsante, o resoluto e falastrão Zé Roberto, do outro tínhamos o pausado, calmo e protocolar Peixoto. Não é preciso ser um gênio para entender que naqueles tempos a veia emocional da Animax tinha a abordagem incomum do Zé Roberto como base de sustentação. Quando ele saiu, acho que no níumero 20, manteve-se Peixoto, entrou Orlando Tosetto Jr. no lugar de Zé Roberto e uns demais integrantes novos à equipe, Fábio Makoto Akita e a desenhista Érica Awano, que posteriormente teve fama relativa com o quadrinho inspirado em estilo mangá “Holy Avenger”, despido de um roteiro original, de cenários e de bom desenvolvimento de personagens. Orlando dava aos textos uma atmosfera até mais protocolar que os de Peixoto. E a revista perdeu muito em qualidade e originalidade com isso. Lá atrás a Animax (sucessora da Japan Fury, quase com a mesma equipe) surgiu num momento oportuno, em que a única revista informativa relacionada à cultura pop, quadrinhos, desenhos e mangás (“revista Herói”) do Brasil reinava absoluta… exatamente por não ter ninguém para competir com ela.

Claro que o advento da internerd foi um desbunde para José Roberto. Devido à sua língua descontrolada (neste caso, seus dedos descontrolados) andou sumariamente expulso de tudo quanto era fórum de discussão, comunidade e grupo de qualquer espécie. Dizia aos quatro ventos, em tom jactancioso, que aproveitara o sucesso da Animax para transar com algumas fãs (o fandom de mangá e anime no Brasil tem tantas meninas quanto meninos, é uma quantia bem expressiva), enquanto isto crescia sua má fama. No seu rastro interneteiro, inevitavelmente uns otakus viram nele aquele tipo de homem que fala o que der na telha sem medo de ser responsabilizado, uma espécie de “porta-voz” disposto a matraquear mundo afora o que eles não tinham coragem de dizer. Alguns simplesmente se atraíram pela “hipnotização” de seus discursos inflamados. Sabiam dos erros dele, nem sempre concordavam com o sujeito, mas continuavam o assistindo, de perto ou de longe. Entretanto, havia os que endossavam todas (ou quase todas) a atitudes da auto-proclamada “Preta Velha”. Em suma, uma corja de fracassados em vida, eu incluso.

Então, o castigo veio: não a cavalo, mas por meio da Justiça. José Roberto sofreu alguns processos por Injúria, Calúnia, Difamação e não sei mais o que. Correndo por fora, teve seus blog apagados por muitas vezes. Seus algozes na Justiça foram pais-de-santo, desenhistas amapaenses fracassados paus-moles e um casal lendário no fandom de anime e mangá brasileiro, igualmente fracassado, cujo indivíduo masculino cria coisas do tipo “Casamento do Nada com o Vazio” em suas histórias. Porra, este roteirista imbecil que criou esta coisa mereceu, e foi até bem pouco. Já José pagou com prestações de serviços à comunidade, algo assim, para após alardear em seu podcast com a inacreditável soberba: “Estou me sentindo MUITO FELIZ”. Eis um homem que não cai por nada deste mundo! Eis aqui a salvação de todos os nossos prob… do quadrinho nacional! E como previsto, não salvou.

O quadrinho nacional continua uma merda. Praticamente todas as “criações” advindas são chupadas dum original estrangeiro, com autores tão orgulhosos quanto José Roberto, seu maior crítico. As “criações” de brasileiros desenhistas no estilo mangá não fogem do lugar-comum, como o próprio José disse, desenhos maravilhosos, mas um fiapo de história, sedimentados na máxima estúpida de que desenho é mais importante que roteiro, quando devia ser o oposto. José Roberto tinha bastante tempo livre, deixando o que podia ser feito de bom de lado, criando seus próprios quadrinhos, viabilizando a publicação destes, entre outras coisas do tipo (mas lembro de ter visto e lido uma folha pronta de seus “Elementais” e quase vomitei com tanto clichê jogado na minha cara), para permanecer disseminando seu veneno pela internerd… até ter mais um de seus piripaques e ser despachado para o hospital, onde faleceu por câncer no pâncreas, no dia nove de fevereiro. No mesmo mês em que morreram a cantora Whitney Houston e o cantor brega Wando. Que honra, huh?

Não pode-se dizer que José Roberto Pereira desperdiçou sua vida. Até pode ser, mas não de todo. Afinal, ele enveredou na Literatura Fantástica criando dois livros: Mundos sem Sol (Editora ComArte, da Universidade de São Paulo) e Mil Nomes – O Guardião do Infinito (Editora Ícone). Disse ele que ao menos o Mil Nomes vendeu bem. “Vendeu 70% da tiragem!” Já o antecessor foi defenestrado pelo próprio autor, que nestes dois exemplos simplesmente passou por cima de toda qualidade que insistia em ensinar para outrem. Mas José Roberto fora um exemplo vivo de contradições. Até mesmo a liberdade de expressão ele apregoava mais em seu favor que dos outros. A palavra final era sua, entenderam?

O senhor José Roberto tinha o seu jeito de ser “feliz” e parte dessa felicidade era exatamente desnudar essa porcaria que é o quadrinho nacional e o backstage da indústria de mangá e anime no Brasil. Anarquista convicto, ele fazia questão de se esgueirar em qualquer canto bem povoado, bem massivo da internerd para aprontar das suas. Odiava pessoas, vida social, saía de casa à contragosto. Talvez até podia ser tremendamente amargo e estar trajando uma máscara para escondê-la por anos a fio. Mas, pensem uma coisa: se o seu fandom era composto basicamente por otakus retardados, e muitos deles desprovidos de opinião própria, é porque só mesmo este tipo de gente para engolir o que ele dizia. Novamente digo, “eu incluso“. Enfim, em parte pela consciência de se achar um tanto diferente eu não me juntei (propriamente dizendo) com estes caras.

Por fim, devo agradecê-lo pelos anos de entretenimento à frente do podcast Mundo Obscuro. Há uma playlist com quase todas as suas edições de podcast. Os assuntos são os mesmos: Sérgio Peixoto, quadrinho nacional, roteiro, umbanda, editoras. Reconheço que ele sabe muito sobre editoras e suas falcatruas, e para mim foi uma espécie de professor, bem entendido do assunto até que me provem o contrário. Download pelo 4Shared.

Voltando aos livros, ele estava concluindo o seu terceiro, Morganna, sobre uma elfa torturadora no tempo da Ditadura Militar. O Mundos sem Sol falava sobre um detetive vampiro em uma Tóquio futurista pairando no meio do vazio (hehe!) e Mil Nomes, sobre um menino recém-falecido que atinge um status de semi-deus no “Supramundo”, sendo apajeado por duas garotas gostosinhas… ou seja, idéias ruins, por mais que disse o contrário. No frigir dos ovos, mostrou-se tão escasso de boas e funcionais idéias quanto os seus “rivais” dos quadrinhos nacionais. Era farinha do mesmo saco, mesmo num verniz diferente.

Sinceramente, espero que a alma, ou o espírito, ou qualquer coisa que seja do José Roberto esteja em um lugar melhor. Isso é, se ele realmente estiver morto, pois já disseram aí que é mentira, que ele partiu para o sítio de sua mulher, etc. Que seja, sendo quem é, eu não me surpreenderia com isso, hehehehe!
http://almadeaco.blogspot.com/2012/03/morte-torcida-e-o-jose-roberto-pereira.html (http://archive.md/QsVDB)

Memórias de Sérgio Peixoto sobre um antigo amigo e arqui-inimigo:

http://www.animaxmagazine.com/2014/04/sobre-assistir-animes-com-o-ze-roberto.html (http://archive.md/2OCvc)

Texto onde conto um pouco da minha convivência, amizade e inimizade com o falecido José Roberto Pereira.

Na Comunidade da Animax no Facebook neste link, comentei sobre como era doido assistir animes com o falecido José Roberto, com quem comecei a revista Animax. A curiosidade de alguns sobre isso acabou gerando este texto, que não será uma homenagem ao Zé, a quem considerei amigo por 12 anos (1985 a 1997), para em seguida rompermos relações e ele me perseguir pela internet por QUINZE ANOS (1997 até fevereiro de 2012, quando ele faleceu de câncer no pâncreas). Ele serve apenas para relatar e deixar registrado um período bom que tivemos juntos quando eramos amigos, e de como ele me influenciou em algumas coisas.

Já que alguns ficaram interessados na minha "experiencia" de assistir animes com o falecido José Roberto, aqui vai um breve histórico: nós assistimos juntos a uma vintena de animes, no máximo, e na época em que éramos amigos, quando ele tinha todos os botões da camisa no lugar - se vocês me entendem.... Isso foi entre 1985 e 1992 mazomenos, depois desta época não tivemos mais oportunidades de ver algo juntos e eu também não tinha mais paciência para tolerá-lo, como explico adiante. Quase todas estas vezes foram no quarto do Zé, já que eu não tinha videocassete e de novo, na maioria das vezes eramos apenas nós dois. Ser fã de anime nos anos 1980 era uma coisa quase subversiva e vista com desprezo pela sociedade, então o jeito era assistir escondidinho. Os otakinhos de hoje nem imaginam o quanto são felizes!

Assistir estes animes com o Zé fazendo suas "tiradas de sarro" era muito divertido, porque as observações e comentários foram fantásticos e por vezes geniais, ainda mais quando percebermos que eram espontâneos, sem preparação prévia! Neste ponto, o Zé era um mestre do humor improvisado! Mas algumas vezes eram um saco, principalmente quando ele não gostava do anime e partia pro sarcasmo-deboche. Era quando ele se tornava incômodo, insuportável e CHATO! Cheguei a mandar ele calar a boca algumas vezes, pois quando notava que eu estava curtindo o anime (e ele não), parecia ter prazer em estragar a minha diversão. O Zé Roberto nunca foi um fã de anime como muitos pensam - ele curtia algumas séries, e só. Ele sentia um grande desprezo pelo que considerava de "baixa qualidade" (na verdade, chamava de "estas merdas") e, por efeito, desprezava e desrespeitava quem delas gostasse. Foi a partir disso que surgiram as primeiras rachaduras em nossa amizade.

Sim, foi uma experiencia unica ver Sonhos Molhados, Harmagedon, Urutsuki Douji, Five Stars Stories, Leda, Vampire Hunter D, Project A-Ko, Zillion, a trilogia Hi-no-tori, Akira e outros animes clássicos com ele. Ri na maioria das vezes, passei raiva nuns poucos, mas aprendi com as tiradas do Zé a me soltar mais e fazer comentários improvisados e tiradas de humor. É uma das coisas boas que devo ao falecido - mas diferente dele, não as faço desrespeitando ou debochando pessoas. Uma pena que com o passar dos anos, ele tenha sido carcomido por dentro pela inveja, rancor e ressentimento.

Nunca descobri o motivo que fez ele "pirar de vez" e decair tanto a ponto de terminarmos nossa amizade - o que iniciou QUINZE ANOS de perseguição virtual contra mim e qualquer outro conhecido meu ou fã de anime/mangá através de criticas ferozes, calunias e ofensas! Ele se tornou um stalker internauta do tipo mais viral, sofreu processos por calunia e difamação, mas teimou em lançar suas críticas maldosas nos quase dez blogs que criou e deletou ao longo dos 15 anos depois de nossa cisão até quase seu ultimo suspiro. Um de seus últimos textos possui uma alfinetada contra mim - tenho ele guardado em meu PC numa pasta que chamo "lembranças do Zé". Foi um grande talento desperdiçado, como um membro do fórum Multiverso Bate-boca comentou na época do falecimento do Zé Roberto: "se ele tivesse assumido que não sabia de tudo e que o tempo que ele perdia achincalhando os outros poderia ser usado em prol de si mesmo para alavancar seus projetos, não somente o Mil Nomes poderia ser sucesso, quanto, arrisco dizer, ele ainda poderia estar vivo. Pois, ao meu ver, o que o matou foi este rancor e amargura que ele cultivou pelo mundo."

Mas isso tudo é passado. Minha raiva por ele demorou a passar, mas já passou. Visitei seu tumulo no Dia de Finados em 2013, acendendo umas velas para ele. Onde quer que esteja, fique em paz, ex-amigo!
Mídias Sociais:
Blog Pasto Coletivo: https://web.archive.org/web/20060503001635/http://www.pastocoletivo.blogspot.com/
Blog Homem de Bem: https://jrdobem.wordpress.com/ (http://archive.md/2utvB)
Youtube: https://www.youtube.com/user/Fedorentinho (http://archive.md/POh6y)
Blog de homenagem: http://bkhighlander.blogspot.com/ (http://archive.md/j1HXz)
Revista Kamikaze Download: http://www.mediafire.com/file/b20da5pp7bkbquk/kamikaze5.zip/file
 

Attachments

Last edited:
  • Feels
Reactions: AsianChris

Maurice Caine

A New Note in Music
kiwifarms.net
José Roberto Pereira / Zé Roberto / BK / Lord Seth / Pasto Coletivo - Comentarista e editor de mangás, criador do Megaman brasileiro e múltiplos projetos falhos, alto crítico da cultura otaku que morreu de rancor.

View attachment 1255899

Período de atividade: 1993-2012

Motivo de ter desativado: Câncer no pâncreas

Descrição: José Roberto Pereira foi um fã de animes e mangás e um pequeno editor que trabalhou com revistas como a Fury Japan e a Animax nos anos 90 junto com o Sérgio Peixoto, licenciou múltiplos mangás com conteúdo adulto, foi roteirista do infâme "Novas Aventuras do Megaman"em 1996,o qual destruiu a estória do personagem por nunca ter jogado Megaman, em 1997 declarou seu colega Sérgio Peixoto como um arqui-inimigo, algo que levou até sua morte virando um tipo de "Wario" do mesmo, tretou com múltiplos outros editores adotando a forma de um personagem chulo e escroto, em 2006 insatisfeito de como a cultura otaku se transformou lançou a revista "Kamikaze" causando um fundúrcio na comunidade, durante os anos 2000 tentou vários mini-projetos e criou vários blogs em que sua grande maioria não ia para lugar nenhum, tinha um podcast que fez pouco sucesso, em 2011 finalmente conseguiu algum sucesso com livro "Mil Nomes: O guardião do infinito" porém veio a falecer pouco tempo depois em 2012 por câncer no pâncreas, apesar de tudo Zé Roberto conseguiu ser um dos poucos lolcows brasileiros que deixou algum tipo de impacto cultural com a adaptação mais desastrosa de Megaman e lentamente moldou a cultura otaku nos anos 90 para depois ser um pé no saco com a mesma na década seguinte.

Videos:
View attachment 1255927
View attachment 1255928
View attachment 1255931
Entrevistas:

View attachment 1255933
View attachment 1255934
View attachment 1255936

Imagens:
View attachment 1255900View attachment 1255901View attachment 1255902View attachment 1255903View attachment 1255904View attachment 1255905View attachment 1255906View attachment 1255907View attachment 1255908View attachment 1255909
Com Sergio Peixoto:
View attachment 1255912View attachment 1255913
Blogs e sites:
View attachment 1255914View attachment 1255915View attachment 1255916View attachment 1255917
Ódio ao Peixoto:
View attachment 1255919
Obras:
View attachment 1255920View attachment 1255921View attachment 1255922View attachment 1255923View attachment 1255924View attachment 1255925View attachment 1255926


Entrevista de 2004 ao MBP:
http://bkhighlander.blogspot.com/2012/07/2004-mbb-entrevista-jrp.html (http://archive.md/6C0xq)]

Críticas as otakas:



Homenagens após a morte:

https://datenas.wordpress.com/2012/02/27/morte-jose-roberto-pereira/ (http://archive.md/3rP60)



http://almadeaco.blogspot.com/2012/03/morte-torcida-e-o-jose-roberto-pereira.html (http://archive.md/QsVDB)

Memórias de Sérgio Peixoto sobre um antigo amigo e arqui-inimigo:

http://www.animaxmagazine.com/2014/04/sobre-assistir-animes-com-o-ze-roberto.html (http://archive.md/2OCvc)



Mídias Sociais:
Blog Pasto Coletivo: https://web.archive.org/web/20060503001635/http://www.pastocoletivo.blogspot.com/
Blog Homem de Bem: https://jrdobem.wordpress.com/ (http://archive.md/2utvB)
Youtube: https://www.youtube.com/user/Fedorentinho (http://archive.md/POh6y)
Blog de homenagem: http://bkhighlander.blogspot.com/ (http://archive.md/j1HXz)
Revista Kamikaze Download: http://www.mediafire.com/file/b20da5pp7bkbquk/kamikaze5.zip/file
Eu concordo com a critica da otaka! 16 anos depois e é a mesma coisa!
 
  • Like
Reactions: Sparky Lurker

Sparky Lurker

Arauto do Autismo
kiwifarms.net
Rodrigo Hernadéz Ferraz / Rodrigão Ferraz Gaúcho / Maior Trapézio de Curitiba / Synthol Man - Homem 70% óleo, criador do melhor dueto de rap com um cameraman e maior pegador de gatinhas do mundo que morreu 2 vezes, é nóis.

rodrigo-png.png

Período de atividade: 2009-2011

Motivo de ter desativado: Se arrependeu do estilo de vida, porém tarde demais.

Descrição: Rodrigo Ferraz foi um gaúcho da época que o YT brasileiro estava engatinhando, gostava de mostrar os músculos completamente a base de óleo enquanto falava que era 100% natural e fazia raps toscos junto com um cameraman enquanto se intitulava um pegador de gatinhas e o maior trapézio de curitiba, acabou se popularizando em vários fóruns e chegou até nos ouvidos de comunidades gringas que chamaram ele de "Synthol Man", em Janeiro de 2010 Rodrigo teria chegado ao auge de sua fama com uma notícia de sua falsa morte criada por trolls do UOL jogos e acompanhado até de vídeos de" homenagem" e uma participação especial no Domingo Legal, em meados de 2012 uma foto de Rodrigo sem implantes com um doutor teria surgido na internet dando a dica que teria mudado seu estilo de vida, nunca se ouviu mais falar de Rodrigo até 2015, quando pelo menos duas fontes diferentes ( uma delas sendo sua irmã) confirmaram sua morte, apesar do curto período de atividade na internet Rodrigo marcou a internet na época pré-histórica do Yt brasileiro antecedendo muitas personalidades que só começaram em 2010, é nóis.

Antes do óleo:


362.png

Com uma bandinha de macho:

1.jpg

Vídeos:










Rara aparição do cameraman:



Notícia da falsa morte:

O halterofilista e fisiculturista Rodrigo Ferraz, de 27 anos, foi encontrado morto em seu quarto, no bairro de Água Verde, em Curitiba, na manhã desta quarta-feira(20). O corpo de bombeiros recebeu um chamado da empregada, que trabalhava lá semanalmente, por volta das 8h24 e, ao chegar ao local, encontrou o corpo do jovem.

Rodrigo teria sofrido uma parada cardíaca. O corpo de bombeiros tentou reanimá-lo com massagem cardiopulmonar, mas infelizmente, não obteve sucesso. O boletim de ocorrência foi registrado no 4º Distrito Policial.

Segundo o delegado Gerveson Tramontin Silveira, a parada cardiorrespiratória ocorreu devido ao excesso de injeção de óleos e próteses, além do uso de anabolizantes, que juntos, aumentaram a pressão sanguínea, o nível do colesterol e engrossamento do ventrículo esquerdo.

"Este caso apenas mostra o mal que os esteróides causam. A pessoa pode conseguir o corpo desejado, mas no final pode sair caro, como vemos agora. Espero que sirva de exemplo para os milhões de adolescentes em nosso país." - disse o médico Januário Rossi Perdigoto.

Rodrigo Ferraz, além de ter ganhado diversos prêmios de fisiculturismo, ficou famoso nos ultimos meses com um vídeo que circulou na internet, onde ele exibia seus músculos e fazia rimas provocantes.

A família não quis se manifestar, assim como seus amigos, que estão realmente abalados.

Fonte: G1
Video homenagens da sua "morte" feita por trolls:




Twits:

Twits.pngtwits2.pngTwits3.png

Participação no domingo legal:







Entrevista com "Liga da Justiça":



Última foto:

morreu2-632x474.jpg

Confirmações da morte:

morreu.jpgRelato.png

Compilação de fotos com a irmã:

51088746_935270973342379_4583870792311242752_o.jpg

Links:
Primeiro canal: https://web.archive.org/web/20100117150631/http://www.youtube.com/user/rodrigosantosish
Segundo canal: https://www.youtube.com/user/superrodrigo27youtub (http://archive.md/Zxc6P)
Terceiro canal: https://www.youtube.com/user/rodrigoferrazoficial (http://archive.md/IECbU)
Twitter: https://twitter.com/rodrigao_ferraz (https://twitter.com/rodrigao_ferraz)
Know your meme: https://knowyourmeme.com/memes/people/rodrigo-ferraz-synthol-man (http://archive.md/u65Et)
 
Last edited:
  • Informative
Reactions: EvilFatjon
Tags
None